Compartilhe

Bert Update: Saiba Mais Sobre Essa Nova Atualização do Google!

Google Bert Uptade Confira a Nova Atualização do Google!

Nos últimos dias, o Google anunciou o Bert Update, uma mudança no algoritmo que chega para entender melhor a linguagem natural das buscas feitas na ferramenta.

E para entendermos os benefícios do Bert Update, precisamos entender toda a evolução dos algoritmos do Google ao longo desses anos.

Evolução do Algoritmo

As implementações de SEO surgiram com força há alguns anos, em meados de 2009, quando o Google priorizava as palavras-chave.

Com isso, o foco dos algoritmos era encontrar sites que tinham dentro dos seus conteúdos a palavra-chave relevante na busca do usuário.

Por conta disso, era muito comum encontrar em vários sites as nuvens de palavras/nuvens de tags. 

As nuvens de palavras eram termos que ficavam em determinada área do site – geralmente acima do rodapé, e essas palavras-chave eram inseridas pelos lojistas como forma de posicionamento nas buscas.

Além disso, dentro da Meta Tag do site – um código inserido dentro da head, eram adicionadas mais palavras.

Com o passar dos anos, houve um “abuso” do uso de palavras-chave e o Google começou a aprimorar seus algoritmos para evitar que usuários com mais conhecimento técnico levassem vantagem perante os demais.

E em 2015, o Google lançou uma nova atualização chamada Rank Brain.

Com o Rank Brain, o Google avançou no uso de inteligência artificial para melhorar a experiência do usuário, considerando então o contexto em que as palavras-chaves estavam inseridas e não mais a palavra-chave isolada.

Desta forma, não bastava mais ter a palavra-chave, era preciso fazer sentido no conteúdo. E até hoje é assim: se você não aplicar a palavra-chave em um contexto relevante para o usuário, seu site não será posicionado.

Agora que entendemos um pouco da evolução do Google em relação aos algoritmos de busca, voltamos para o Bert.

O que é o Bert? 

Bert significa Bidirectional Encoder Representations From Transformers. Essa técnica é baseada em rede neural para pré-treinamento em processamento de linguagem natural (PNL). 

Tornando o entendimento mais fácil, significa que o Google passa a levar em conta outros fatores para entregar os resultados. 

O Bert ajudará a entender melhor as nuances e o contexto das palavras nas pesquisas e a combinar melhor essas consultas com resultados mais relevantes. 

Então se o sistema de inteligência do Google já era bastante eficiente dentro de uma busca, com o Bert ele será muito melhor!

Vamos analisar o termo de busca como exemplo:

2019 brazil traveler to usa need a visa 

Se pegarmos a tradução ao pé da letra: 2019 viajante do brasil para os eua precisa de visto

 

Bert Update

Fonte da imagem: https://searchengineland.com/

A palavra “to” e sua relação com as outras palavras da consulta são importantes para entender o significado. 

Anteriormente, o Google não entendia a importância dessa conexão, ele considerava, por exemplo, as palavras-chave Brasil, Viagem, EUA e Visto, trazendo resultados “sobre cidadãos dos EUA que viajam para o Brasil sem visto”.

Com o Bert, será possível entender essa prioridade e saber que a palavra “to” realmente importa, mostrando um resultado muito mais relevante para essa consulta, apresentando ao usuário, por exemplo, a página do “Consulado Americano com informações sobre vistos e entradas no país”,  facilitando ainda mais a experiência dele na busca do Google. Desta forma, ele terá acesso de forma mais rápida à resposta que ele busca.

Para se entender a importância dessa atualização, o Bert impactará 1 em cada10 consultas de pesquisa. Essa é a maior mudança na pesquisa desde que o Google lançou o Rank Brain.

Outro ponto importante dessa atualização é que ela contribui muito para as buscas quando são usados os assistentes virtuais do Google. 

Com ajuda do Bert, a ideia é contextualizar as palavras dentro de uma conversação mesmo, da forma que falamos no dia a dia com outras pessoas e não mais quebrando em partes, em palavras.

Bert x Rank Brain

O Bert é um método adicional para entender o conteúdo e as consultas. Ele não substitui o Rank Brain. É um plus ao sistema de classificação do Google.

O Rank Brain ainda será usado para algumas buscas e quando o Google identificar que uma consulta pode ser melhor apresentada, vai fazer uso do Bert para potencializar ainda mais o resultado.

O Bert ainda não está em uso no Brasil, pois está em fase de testes nos Estados Unidos. 

Contudo, é extremamente importante estar atento aos testes e aos impactos positivos que ele pode causar dentro da experiência do usuário.

E para os profissionais da área, que geram conteúdo para seu e-commerce, blogs, entre outros, o Google informa que não será necessário otimizar o conteúdo para o Bert.

E por que não será necessário otimizar? Porque a otimização dele será natural, não existirá hack ou técnicas avançadas para melhorar o resultado.

Segundo o Google, se você está escrevendo para pessoas, seu conteúdo já está otimizado para o Bert!

Agora, se o seu conteúdo não está sendo escrito para pessoas, ou seja, se você não está fazendo o arroz com feijão, você terá que otimizar!

Por fim, segundo o Google, a premissa do Bert é:

Continuem com sua estratégia para escrever o melhor conteúdo para seus usuários. Não faça nada de especial no Bert, mas seja especial para seus usuários, otimize seu conteúdo para humanos.

Fonte: https://searchengineland.com/

 

Siga-nos